header-logo

Comunicações de marketing orientadas por inteligência artificial

Isenção de responsabilidade: o texto conforme exibido abaixo foi traduzido automaticamente de outro idioma usando uma ferramenta de tradução de terceiros.


Programa vai capacitar MPES para entrarem no mercado de exportação

May 14, 2022 7:11 AM ET

Das 25 mil empresas brasileiras exportadoras, 8,4 mil são de pequeno porte, segundo o Apex Brasil, para participar do Programa, as MPEs terão que disponibilizar material promocional em idioma estrangeiro, ter registro no Sistema Radar Sicomex, elaborar lista de preços internacionais e possuir em seu quadro de funcionários um profissional com fluência em idioma estrangeiro.

Na experiência da especialista em Gestão de Operações Logísticas e Supply Chain, Daiane de Lira Camilo, as empresas de pequeno porte que pretendem entrar no mercado de exportações precisam fazer um bom planejamento de logística para não terem problema com falta de espaço físico na fábrica ou dificuldade com transporte e custos de enviar a mercadoria até o comprador.

“Empresas de pequeno porte podem sofrer com a falta de espaço físico para armazenar ou manusear suas cargas. A localização, organização dos materiais, arranjo das prateleiras, etiquetagem, divisão de espaço impactam diretamente no andamento do processo logístico. Por isto é importante que a empresa faça um layout de armazenagem de insumos e produtos prontos ou opte por alocar galpões de armazenagem que possam atender a demanda da empresa”, aconselha. 

Sobre a logística de transporte, Daiane Camilo aconselha que se verifiquem alguns requisitos antes de contratar uma empresa terceirizada, que cuidará dessa etapa. Para não haver erros com a entrega dos produtos até o porto de embarque para o exterior, é preciso fazer um planejamento de transporte, com todas as informações devidamente alinhadas entre a exportadora e a empresa de transporte.

“Antes de contratar uma transportadora, é importante que a empresa contratante saiba qual é a capacidade e/ou disponibilidade diária de veículos, e se ela a atenderá, pois caso toda a frota esteja em uso ao mesmo tempo, o recebimento ou envio de materiais sofrerá atrasos consideráveis, prejudicando outras operações”, ressalta a profissional, que tem mais de 10 anos de experiência na área.

E para amenizar os custos do transporte, que vêm aumentando devido aos últimos reajustes de combustíveis, a gestora de logística recomenda a utilização de diferentes tipos de modais de transporte, negociando melhores tarifas junto aos prestadores de serviço. “É uma opção para tentar driblar estes altos custos que encarecem a operação. Assim as empresas que iniciarão suas atividades de exportação conseguirão manter seus produtos com preços atrativos para o mercado internacional e, também, reduzirão as despesas para adquirir insumos de outros países”, conclui.

Dados da CNI mostram melhor desempenho das MPEs no primeiro trimestre de 2022

O desempenho das micro e pequenas indústrias no primeiro trimestre de 2022 foi o melhor desde 2012, segundo


iCrowdNewswire
Tags:   Portuguese, Wire