header-logo

Comunicações de marketing orientadas por inteligência artificial

Isenção de responsabilidade: o texto conforme exibido abaixo foi traduzido automaticamente de outro idioma usando uma ferramenta de tradução de terceiros.


Holding BeFly apresenta nova plataforma de ESG

Mar 31, 2022 7:10 AM ET

A marca de turismo BeFly anunciou o lançamento da BeESG, na última terça-feira (dia 29). O programa coloca a sustentabilidade, práticas sociais e de governança no centro dos negócios de todas as empresas do grupo, com o objetivo de alcançar o equilíbrio entre a sociedade, meio ambiente e aspectos econômicos.

O BeESG foi desenhado com ações que possibilitam que a empresa inove e cresça no presente, sem comprometer o mundo e as futuras gerações, operando dentro dos limites da sustentabilidade e do bem social.

Essa transformação também é estratégica e visa gerar valor de longo prazo e vantagem competitiva por meio de três pilares: Meio Ambiente, Social e Governança. Com isso o ecossistema inteiro passa a atuar, conectado e engajado com a colaboração e cooperação entre negócios, liderando iniciativas e abrindo diálogo com o mercado e a sociedade.

De acordo com o CEO da BeFly, Marcelo Cohen, o que move a holding é a vontade de impactar positivamente toda a cadeia de prestação de serviços de viagens. "É um compromisso assumido por pessoas que, antes de colaboradores, são cidadãos éticos e responsáveis. Todos são agentes estratégicos de práticas mais sustentáveis, por isso, estimulamos constantemente o aprimoramento de conhecimentos, a utilização racional de recursos naturais e a construção de relações saudáveis entre pares, clientes, parceiros e comunidade", destaca.

Com esse foco, a BeFly já buscou uma nova sede: um imóvel com certificação LEED Silver (prática sustentável de construção), área de descompressão com mais de 700m², salas de treinamento, estúdio de gravação e muita comodidade para o dia a dia.

Além disso, estão se preparando para Certificar a BeFly com a ISO 14001 - Sistema de Gestão Ambiental, através do levantamento de aspectos e diminuição de impactos ambientais, cumprimento de requisitos legais, conscientização, indicadores e ações sustentáveis nos escritórios.

Ainda com foco no pilar do meio ambiente, a marca promete compensar a emissão de carbono por meio do reflorestamento de áreas degradadas e de preservação permanente. A prática também reforça cuidados com o tratamento de água e gera conscientização ambiental em pares e colaboradores.

No pilar social a BeESG, através do Instituto EDO, criado pelo Fundador da Flytour, Elói de Oliveira, e sua esposa, Antoinette de Oliveira, gera oportunidades para jovens em situações de carência ingressarem no mercado de trabalho de turismo. O projeto já atuou em 2014 e 2015, ofertando cursos teóricos e técnicos para as comunidades onde a BeFly está inserida e agora está sendo retomado.

Além disso, os projetos da Vai Voando, única marca de turismo voltada para as classes populares, como o apoio à Central Única das Favelas (Cufa), passam a ser incentivados por todo o grupo. A marca, por si só, já leva a possibilidade de viajar e realizar sonhos, para qualquer pessoa, por meio de facilidades no pagamento, e a abertura de franquias como forma de criar oportunidades e fomentar o empreendedorismo.

Partindo para temas de diversidade, como a igualdade de gênero, o grupo também propôs uma série de atividades promovidas pelo comitê de Empoderamento Feminino, criado na BeFly como parte do programa de ESG. As palestras e ações de incentivo para as mulheres, prometem criar mais oportunidades dentro do ecossistema e minimizar qualquer diferença.

Para trabalhar a inclusão, a empresa se dedica a criar vagas e abrir diálogos focados na conscientização, como um guia de linguagem inclusiva que está em desenvolvimento e será distribuído para todos os colaboradores, lideranças e pares.

Por fim, os valores da BeFly também mudaram e agora buscam uma governança mais íntegra. A criação de um código de ética é o que norteia a postura dos colaboradores BeFly no relacionamento com todos os envolvidos no escopo dos negócios. A nova forma de pensar os negócios e as relações profissionais, busca mitigar práticas desonestas, por meio da transparência.

"Acreditamos que só existe um caminho para a transformação no turismo e no mundo e ele envolve empatia, consciência e ação. Então, não poderia ser diferente. Vamos juntos construir um mundo melhor", finaliza Cohen.




iCrowdNewswire
Tags:   Portuguese, Wire