header-logo

Comunicações de marketing orientadas por inteligência artificial

Isenção de responsabilidade: o texto conforme exibido abaixo foi traduzido automaticamente de outro idioma usando uma ferramenta de tradução de terceiros.


Microbacias da bacia do Paraíba do Sul receberão projetos de conservação e recuperação ambiental

Aug 25, 2021 7:05 AM ET

O Comitê de Integração da Bacia Hidrográfica do Rio Paraíba do Sul (CEIVAP), junto aos Comitês de Bacias Hidrográficas (CBHs) Afluentes do Paraíba do Sul, concluiu mais uma etapa do Programa Mananciais, com a seleção das microbacias-alvo que receberão os investimentos do 1º ciclo do Programa. As microbacias receberão os Projetos Participativos de Incremento de Serviços Ambientais (PRISMAs), elaborado em parceria com a comunidade local, objetivando a melhoria dos recursos hídricos na área. Serão investidos R$ 2,5 milhões de recursos do CEIVAP para a execução das intervenções prioritárias apontadas pelos PRISMAs em cada uma das microbacia-alvo.

Os PRISMAs estão divididos em três categorias: intervenções para conservação dos serviços ecossistêmicos, que incluem cercamento, prevenção a incêndios, controle de espécies invasoras; intervenções para recuperação dos serviços ecossistêmicos, que são as práticas mecânicas de conservação do solo, práticas edáficas de conservação do solo, manejo de pastagens, integração lavoura pecuária e floresta, práticas vegetativas de conservação do solo, recomposição da vegetação nativa e intervenções para desenvolvimento territorial, que englobam o saneamento rural, criação de RPPNs, Pagamento por Serviços Ambientais (PSA), certificação de produtos agroflorestais, uso racional da água na produção agropecuária.

As microbacias-alvo contempladas pelo Programa, no estado do Rio de Janeiro, foram: Alto curso do rio das Flores (760 ha) na área do Comitê Médio Paraíba do Sul; Rio dos Vieiras (3.266,07 ha) na área do Comitê Piabanha; Barracão dos Mendes (2.797,24 ha) na área do Comitê Rio Dois Rios; Baixo rio Preto (1.433,47) na área do Comitê Baixo Paraíba do Sul e Itabapoana. Na porção mineira, os projetos serão realizados no Córrego do Zíper (1.471,70 ha), na área do Comitê Preto Paraibuna; e Ribeirão Água Limpa (1.485,54 ha) na área do COMPÉ. E em São Paulo, o Alto curso do rio Vermelho (1.056,30 ha), na área do Comitê da Bacia Hidrográfica do Paraíba do Sul (trecho paulista).

Os critérios de seleção das microbacias levaram em consideração a criticidade ambiental de cada uma delas, áreas do manancial (> 500


iCrowdNewswire
Tags:   Portuguese, Wire