header-logo

Comunicações de marketing orientadas por inteligência artificial

Open banking aumenta a competitividade das empresas brasileiras

Aug 10, 2021 7:05 PM ET

Buscando maior abertura no mercado financeiro, o Sistema Financeiro Aberto, ou Open Banking, é um novo sistema de integração de dados que permite o compartilhamento de informações e histórico bancário de correntistas com outras instituições financeiras. Como efeito, a necessidade de que haja tempo de relacionamento entre o banco e o consumidor, antes do oferecimento de linhas de crédito mais vantajosas, passa a ser menor.

Na prática, o Open Banking permite que bancos e instituições financeiras compartilhem os dados dos clientes entre si – desde que haja consentimento da parte do cliente. Com isso, a partir do momento que essa regra passar a valer, as fintechs, players que atuam normalmente de forma mais direcionada e em nichos específicos de mercado, devem ter acesso imediato a um volume muito maior de informações sobre seus clientes – dados esses que antes ficavam restritos aos bancos tradicionais.

Como efeito, a competição entre os bancos tende a se acirrar, com a boa novidade de que agora os bancos digitais passam a contar com as mesmas informações com que os grandes bancos contam na hora de formatar produtos e ofertas para clientes específicos.

Para as empresas, isso deverá significar uma maior agilidade na obtenção de linhas de crédito para diversas aplicações. “As empresas certamente poderão se beneficiar de crédito facilitado, com menores taxas e maiores prazos”, afirma Luiz Lanas, Diretor da Haize, accounting house sediada em São Paulo.

Atualmente, uma instituição não “enxerga” o relacionamento do cliente com outra, então tem dificuldade de competir por ele com melhores serviços. Esse sistema fechado garante aos bancos que haja pouca ou nenhuma comunicação do seu cliente com outras instituições financeiras. Com o sistema aberto, as instituições se conectam diretamente às plataformas de outras instituições participantes e acessam exatamente os dados autorizados pelos clientes. 

“O open banking incentivará a inovação e tende a intensificar as ofertas de valor para os clientes, com novos produtos e serviços, acelerando a transformação digital do mercado financeiro. A expectativa do setor bancário com sua chegada é bastante positiva”, avalia em nota Isaac Sidney, presidente da Febraban, associação dos bancos.

O crédito como ferramenta competitiva

Tradicionalmente, o Brasil está entre os países que possuem os piores níveis de custo do crédito, conforme apontado no Anuário de Competitividade Mundial de 2019, elaborado pela IMD. Esse acesso mais caro a linhas de financiamento é um fator que diminui naturalmente a competitividade das empresas brasileiras nos mercados internacionais. A expectativa do mercado é de que, com maior competição entre os bancos, haja maior oferta de crédito no mercado – a custos mais baixos.

Lanas alerta, contudo, para alguns aspectos importantes: “É interessante que as empresas avaliem a possibilidade de aderirem ao sistema. Há benefícios claros quanto a isso. Por outro lado, não deixa de significar abrir mão de parte importante do sigilo bancário que hoje é previsto pela legislação vigente”.


iCrowdNewswire
Tags:   Portuguese, Wire